PROEB 2010: fechando um ciclo com chave de ouro (1)

Valeu o esforço, pessoal! Temos mais é que comemorar.
Saíram os resultados do PROEB 2010 e não deu outra: os resultados continuam melhorando, refletindo o bom trabalho feito por todos. Parabéns aos professores, diretores, especialistas e demais servidores das escolas estaduais e municipais.
Examinem a série histórica dos resultados do PROEB da rede estadual.
Vejam se não é para comemorar. Desde 2003, a proficiência média do 5o ano do ensino fundamental (EF), na rede estadual, aumentou 23,9%, em Matemática. Saímos de 189,7 pontos, em 2003, para alcançar 235,1 pontos, em 2010. Um aumento médio de 6,5 pontos por ano. Em Português foi melhor ainda: uma taxa de crescimento de 24,5%, no mesmo período, com um aumento médio anual de 6,1 pontos na escala de proficiência. A proficiência média em Matemática já ultrapassou os 225 pontos estabelecidos como nível recomendado de desempenho. Em Português ainda faltam 7,9 pontos.
Devido a esse ritmo de crescimento, algo muito interessante pode ser observado nos dados apresentados. Em 2010, os alunos do 5o ano já alcançaram um desempenho em Matemática (235,1) superior desempenho dos alunos do 9o ano (229,1), em 2000, estando faltando apenas 6,8 pontos para alcançar o desempenho de 2003.
Os resultados do 5o ano vêm melhorando mais rapidamente opor várias razões. Há duas que merecem destaque. Primeiro porque, a partir de 2008,  todos os alunos avaliados entraram na escola aos seis anos. Isso representa um ano a mais de preparação até a primeira avaliação do PROEB,  e isso está fazendo diferença. Em segundo lugar, eles se beneficiaram dos efeitos positivos das novas ações implantadas pela SEE e desenvolvidas nas escolas em apoio aos anos iniciais do EF, a partir de 2003. Os bons resultados que vêm sendo obtidos atestam o acerto das políticas e ações implementadas.
Algo semelhante acontece com os alunos do 9o ano, em relação aos do 3o ano do ensino médio: em 2010, os primeiros já alcançaram 268,9 pontos, valor superior  aos 252,3 pontos dos alunos do 3o ano do EM, em 2000, e muito próximo dos 273,3 e 274,6 pontos obtidos em 2003 e 2006, respectivamente.
A continuar nesse ritmo, ao final de 2014 o desempenho dos alunos do 5o ano do EF deverá alcançar 261,0 pontos, em Matemática, e 241,5 pontos, em Português. E isso será muito bom, porque o sistema de ensino terá alcançado um elevado nível de eficácia nos anos iniciais do EF.
As taxas de aumento da proficiência média dos alunos do 5o ano recomendam que seja dada uma atenção maior ao ensino nos anos finais do ensino fundamental e, especialmente, ao ensino médio.
Esta entrada foi publicada em Resultados e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a PROEB 2010: fechando um ciclo com chave de ouro (1)

  1. Cláudia disse:

    Boa noite Professor,

    Tive o grande prazer de conviver com o Senhor por algum tempo na SEE/MG e como membro da dupla da Equipe Central – Programa de Intervenção Pedagógica em Januária.
    Acompanhei o seu trabalho e me entusiasmei com o seu discurso eloquente e desafiador junto à Professora Vanessa ao propor metas, planejar ações, implementar o Plano de Intervenção Pedagógica, acreditar categoricamente que toda Escola poderia fazer a diferença na vida dos nossos alunos.
    Presenciei nas diversas regiões, por onde trabalhei, o grande movimento que se formou em busca da qualidade da Educação Mineira.
    A redução das diferenças regionais nos resultados das avaliações e a consequente elevação dos índices de aprendizagem de nossos alunos nos mostram a enormidade deste movimento.
    São a concretização dos nossos ideais de equidade e a certeza que as escolas estão fazendo a diferença no presente de nossas crianças.
    Contabilize esse mérito na sua cota de responsabilidade, são pessoas ousadas, comprometidas e sonhadoras de uma Educação transformadora como o Senhor, que nos motivam e incentivam a trabalhar cada vez mais para consolidar nossos resultados.
    Os resultados do PROALFA e do PROEB nos enchem de orgulho, pela superação dos desafios e a soma dos esforços de todos os envolvidos nesta conquista, a SEE, as SRE, as escolas, e principalmente os nossos alunos .
    O senhor nos convida a comemorar, e estamos, não tenha dúvidas, mas a celebração sem a sua presença fica triste…

    Cláudia Aparecida Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *